breadcrumbs
  1. Início
  2. Informação
  3. Future Mobility

Como disponibilizar ao condutor todas as informações necessárias?

1 Num só relance                                               
Todas as informações importantes são resumidas. Através das nossas soluções inteligentes para a gestão da informação, o condutor está sempre ligado em rede através de terminais (por exemplo, telemóveis e sistemas de navegação), de sistemas de veículos e do seu ambiente circundante. Isto significa: acesso permanente e cómodo a tudo que é importante. No futuro, o prazer da condução tornar-se-á ainda mais inteligente, seguro e eficiente.   

Tratamos da gestão da informação. Na nossa Division Interior são desenvolvidos conceitos e tecnologias para a recolha, a priorização, o tratamento e a apresentação de informações.

Com base na nossa carteira de produtos, trabalhamos em três domínios. Estes abrangem, por um lado, a interface entre o homem e o veículo, para que as novas possibilidades técnicas possam ser transmitidas corretamente. Segundo, dedicamo-nos à ligação em rede: ao nível do próprio veículo, do veículo com o mundo exterior e dos veículos entre si. E, terceiro, pensamos tendo como foco o sistema e vemos o veículo como um todo, para podermos desenvolver soluções redimensionáveis para arquiteturas modernas de veículos e funcionalidades novas.   

Se todos podemos estar online, por que não também os nossos automóveis?

Um dos objetivos da nossa visão "Always On" é a constante troca de dados do automóvel, representando uma etapa central rumo à condução automatizada.

As soluções da Continental permitem que veículos com terminais móveis se liguem em rede com outros veículos e com a infraestrutura à sua volta. Particularmente importante é a ligação à Cloud (nuvem). Esta permite, por exemplo, o acesso em tempo real às informações de trânsito e meteorológicas via Internet. Além disso, é possível a terceirização de serviços informáticos e a concretização de funcionalidades novas – serviços de diagnóstico disponíveis online, reservas de estacionamento ou tarifas de seguros personalizadas são apenas alguns exemplos.

Como podem as pessoas manter-se informadas e ter o controlo sobre tudo?

Um outro ponto essencial é a configuração da interface entre homem e tecnologia, a Human Machine Interface (HMI).

Tudo começou como o velocímetro de corrente de Foucault patenteado em 1902. A indicação da velocidade foi a primeira informação objetiva disponibilizada ao condutor, além da sua própria intuição.

Mais de 100 anos depois, estão disponíveis muitas mais informações por meio de sensores, antenas, aparelhos de controlo e de comando. É preciso agora adaptar estes equipamentos ao condutor. Um dos desenvolvimentos mais modernos é o "Head Up Display". Neste, as informações mais importantes relacionadas com a condução são apresentadas ao condutor no para-brisas, diretamente no seu campo de visão: uma tecnologia ao nível dos olhos, que permite ao condutor consultar as informações sem tirar os olhos da estrada, sendo por isso uma mais-valia a nível de segurança e conforto.

Além disso, interfaces de alta tecnologia também oferecem confiança no que diz respeito à condução automatizada, mostrando ao condutor com que precisão o seu veículo reconhece o ambiente.

Quem estabelece a ligação entre o automóvel e a Cloud?

A Internet e os serviços associados a esta são cada vez mais importantes para o condutor e os passageiros. Consideramo-nos especialistas na área de integração de sistemas e um parceiro no fabrico de automóveis. Além de serviços baseados na Internet para a gestão de frotas e a disponibilização de aplicações compatíveis com automóveis, a nossa gama de serviços abrange sobretudo soluções ponto a ponto seguras e eficientes e a computação em nuvem. Desenvolvemos ideias para o automóvel da era da informação: "Always On", fácil de utilizar, inteligente como nunca antes e em sintonia com o condutor.

4 áreas comerciais

Instrumentation & Driver HMI, indicadores e sistemas de comando como, por exemplo, quadros de instrumentos, "Head Up Displays" e dispositivos de entrada centrais
Infotainment & Connectivity, por exemplo, rádios, sistemas multimédia, ligação de terminais móveis e telemática
Body & Security, por exemplo, equipamento de controlo, sistemas de informação da pressão dos pneus, de controlo de acesso e de arranque
Commercial Vehicles & Aftermarket, por exemplo, tacógrafos, sistemas eletrónicos de comando para camiões, peças de desgaste/substituição, assistência técnica e diagnósticos de veículos