breadcrumbs
  1. Início
  2. Segurança
  3. Future Mobility

Como podemos minimizar a resistência ao rolamento, sem perder a aderência à estrada?

15%                                               
A distância de travagem do nosso ContiPremiumContact 5 é reduzida em 15% em piso húmido, comparando com o modelo anterior. Combina uma baixa resistência ao rolamento, elevada quilometragem e manobras precisas com características de condução confortáveis.   

Distância de travagem, velocidade nas curvas, aceleração, distribuição de potência, peso total admissível – numa área do tamanho de um postal, pode definir-se muito acerca do comportamento de condução. A superfície de apoio do pneu é o único contacto que este tem com a estrada e transmite toda a potência do veículo. Isto faz com o pneu seja um dos componentes mais importantes.

O maior desafio é garantir uma segurança máxima através de curtas distâncias de travagem e um elevado poder de aderência à estrada, reduzindo simultaneamente o consumo de combustível através de uma resistência ao rolamento minimizada. É a isto que os peritos da nossa Divisão de Pneus se dedicam todos os dias.

Como pode a borracha ajudar a reduzir o consumo de combustível?

Desde 2002, conseguimos reduzir a resistência ao rolamento em 8% nas diferentes séries de pneus para camiões e reboques. Isto permite, com uma quilometragem anual de 150 000 km, reduzir o consumo de diesel em cerca de 1600 litros.

Nos pneus de veículos ligeiros de passageiros, conseguimos reduzir a resistência ao rolamento a um terço. Ao mesmo tempo, melhorámos consideravelmente as características dos pneus, relevantes para a segurança.

Resolvemos os conflitos físicos no desenvolvimento dos pneus através de tecnologias novas, conseguindo gradualmente um nível claramente superior.

Como fechamos o ciclo na produção de pneus?

No final de 2013, a fábrica ContiLifeCycle em Hannover vai entrar em operação. Através da integração de serviços de recauchutagem de pneumáticos para camiões e de reciclagem de borracha, conseguimos fechar o ciclo de vida de um pneu – uma novidade a nível mundial. Com a ajuda do novo processo, consegue-se praticamente duplicar a percentagem de material reciclado num pneu novo.

Como é possível testar os pneus novos de uma forma ainda mais precisa e independentemente das condições meteorológicas?

Para que seja possível disponibilizar pneus com características ideais para todos os veículos, são necessárias condições de teste perfeitas. Para tal, em 2013 iniciámos operações na primeira instalação de teste de pneus a nível mundial que é totalmente automática e que não é afetada pelas condições meteorológicas. Na nossa área de ensaio, o Contidrom, encontra-se um pavilhão com 300 metros de comprimento, com faixas de rodagem hidraulicamente substituíveis e com diferentes revestimentos. Os veículos de teste podem ser acelerados, sem condutor, até a uma velocidade de 120 km/h em apenas 100 metros, podendo ser simuladas diferentes condições climáticas. A manobra de travagem é efetuada por um robot de travagem, sempre com a mesma intensidade, de forma precisa e com controlo ABS. Até 100 000 travagens por ano proporcionam-nos um grande volume de dados extremamente precisos.

Quão personalizado deve um pneu ser?

Desde que produzimos pneus para camiões, ou seja, há aproximadamente 90 anos, o cliente com pensamento empresarial está no centro das nossas atenções no que diz respeito a pneus para veículos comerciais. Reinventamos constantemente os nossos pneus, visando as necessidades do cliente. No caso das empresas de transporte é a redução do consumo de combustível na autoestrada, para os passageiros de autocarros é conseguir um maior conforto e segurança, para as empresas portuárias é uma maior estabilidade para veículos elevadores, e para as empresas de construção é criar um pneu robusto e resistente. Os nossos clientes trabalham sob condições exigentes. Nós asseguramos o pneu ideal. Com máxima rentabilidade.

6 áreas comerciais
Pneus originais para ligeiros de passageiros
Pneus sobresselentes para ligeiros de passageiros na zona EMEA (Europa, Médio Oriente e África)
Pneus sobresselentes para ligeiros de passageiros nas "Américas" (América do Norte, Central e do Sul)
Pneus sobresselentes para ligeiros de passageiros na zona APAC (região Ásia-Pacífico)
Pneus para veículos comerciais
Pneus para veículos de duas rodas