breadcrumbs
  1. Início
  2. Sustentabilidade
  3. Future Mobility

Se todos conduzem automóveis, será que o nosso ar continua limpo?

0,005 milímetros                                               
Se dividíssemos um cabelo humano 100 vezes, obteríamos o grau de tolerância da agulha dos bicos dos nossos injetores Piezo. Esta precisão máxima permite aumentar a potência e reduzir o consumo de combustível dos motores.   

O desenvolvimento de tecnologias de propulsão é motivado por dois fatores essenciais: por um lado, o objetivo de proteção ativa do clima, incluindo sobretudo a redução de emissões de CO2 e de gases de escape. Por outro, a crescente necessidade de mobilidade individual, que cria os mais diversos requisitos para veículos e unidades propulsoras.

Sob o conceito de "Clean Power", a Division Powertrain desenvolve soluções inovadoras para sistemas de propulsão a gasolina, diesel e eletrificados. Estes não só tornam a condução mais ecológica e acessível, como também aumentam o conforto e o prazer de condução.

Como é possível utilizar motores de combustão convencionais de forma mais eficiente?

Nos próximos dez anos, os motores a gasolina e a diesel vão continuar a ser os grupos de propulsão padrão em cerca de 95% dos veículos novos. É por este motivo que o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos conjuntos propulsores convencionais são importantes para nós.

Nos motores a gasolina, verifica-se um crescente aumento no que toca a aplicação de injeções diretas que reduzem o consumo, cada vez mais em combinação com uma turboalimentação e uma redução da cilindrada.

Nos motores a diesel, os pontos de ajuste mais importantes são o aumento da pressão na injeção e um melhor tratamento da mistura de ar e combustível. Neste sentido, apostamos em injetores Piezo com os quais esperamos obter valores ainda mais positivos nas gerações futuras.

Estas tecnologias são complementadas por inovações para o pós-tratamento dos gases de escape. Além disso, os nossos controlos de transmissões economizadores de combustível, as unidades de alimentação de combustível adequadas ao consumo e a nossa gama completa de sensores e atuadores permitem uma redução das emissões dos veículos.

Como introduzir a eletrificação no mercado?

Os veículos puramente elétricos continuam a ser um nicho de mercado. Isto torna confere ainda maior importância à necessidade de integrar, também por outras vias, a energia elétrica na produção, como parte da unidade propulsora, pois esta forma de energia vai ser, a longo prazo, uma contribuição indispensável para assegurar uma condução mais eficiente e com emissões reduzidas.

A Continental olha para as soluções para o mercado de volume da hibridação redimensionável – a "eletrificação à medida" – e, consequentemente, oferece módulos tecnológicos, com os quais o fabricante pode gradualmente criar veículos híbridos, entre 12 e 400 V, com uma relação custo/benefício transparente.

Um dos pontos principais da Continental é, neste contexto, o novo sistema de propulsão "48 Volt Eco Drive". Este complementa a rede de bordo tradicional de 12 V com um acumulador de energia de 48 V. Esta eletrificação do conjunto propulsor elimina a lacuna ainda existente entre os atuais sistemas Start-Stop de 12 V – a forma mais básica da hibridação – e os híbridos de alta voltagem mais dispendiosos. Com despesas de integração reduzidas, o "48 Volt Eco Drive" já inclui muitas funcionalidades e benefícios de consumo, que até agora estavam reservados ao "Mild Hybrid" com a sua tensão elétrica mais alta. 

O que significa "eletrificação à medida"?

A Division Powertrain oferece uma grande quantidade de módulos tecnológicos, com os quais os fabricantes podem eletrificar flexivelmente os veículos já existentes – desde veículos com um sistema Start-Stop, 48 V e híbridos, até componentes e sistemas para veículos elétricos.

Eletrificação à medida

  • orienta-se pelas necessidades dos condutores,
  • satisfaz os requisitos dos fabricantes de automóveis,
  • é o caminho rumo à mobilidade elétrica num quadro político claro.

5 áreas comerciais
Engine Systems, por exemplo, sistemas de gestão do motor e componentes de combustível; produtos para pós-tratamento dos gases de escape para veículos comerciais; turbocompressores
Transmission, por exemplo, controlos para transmissões: transmissão automática escalonada, transmissão de dupla embraiagem, transmissão manual automatizada, transmissão automática contínua
Sensors & Actuatorspor exemplo, atuadores, bombas elétricas, componentes e módulos para regulação das emissões, sensores
Hybrid Electric Vehicle, por exemplo, sistemas eletrónicos de potência, motores elétricos, sistemas de acumulação de energia, sistemas Power Net para suporte da rede de bordo
Fuel Supply, por exemplo, unidades de alimentação de combustível, sensores de nível de enchimento, bombas de combustível, sistemas eletrónicos de comando para bombas de combustível