História da empresa

  • Em 1871 a Continental é fundada como „Continental - Caoutchouc- und Gutta-Percha Compagnie“, uma Sociedade Anónima, por nove banqueiros e industriais residentes em Hanôver, Alemanha.

  • No entanto, não existia nenhuma ida à bolsa no sentido de hoje. As acções foram primeiro distribuídas entre os nove fundadores e só foram transacionadas pouco a pouco. Já em 1873/74 a acção é cotada na bolsa de Hanôver.

  • A “marca do cavalo” já se encontra registada desde Outubro 1882 como logomarca da Continental, no Instituto Imperial de Patentes de Hanôver e protegida até hoje como distintivo expressivo.

  • No fim dos anos 1920, importantes empresas da indústria alemã de cauchu, unem-se formando a  „Continental Gummi-Werke AG“. Esta produz quase exclusivamente na Alemanha. Porém, a quota de exportação sobe continuamente.

  • A orientação internacional do fabricante de pneus alemão para fornecedor internacional da indústria automóvel, começa em 1979, sendo desde então levada em frente com determinação.

  • Em 1979 a Continental adquire as actividades europeias de pneus da Uniroyal Inc. americana. Com isto a Continental cria uma base mais alargada na Europa.

  • Em 1985 a Continental toma definitivamente pé na Europa com a aquisição da marca de pneus austríaca Semperit.

  • Em 1987 a Continental fortalece a sua posição na América do Norte, comprando o fabricante norte-americano de pneus General Tire. Desde 2001 a empresa dá como razão social Continental Tire North America, Inc.

  • Em 1989/90 a Continental funda em conjunto com a MABOR portuguesa uma empresa comum para a produção de pneus em Lousado. Em 1993 adquire totalmente as actividades de pneus.

  • Em 1993 a Continental alcança uma participação maioritária no fabricante de pneus checo Barum. Desta maneira a empresa fortalece a sua posição de mercado na Europa de Leste.

  • Em 1994 é integrada a Benecke-Kaliko AG na Divisão ContiTech. São eixos prioritários de produção o couro artificial e as folhas.

   

  • Em 1995 é criada a Divisão Automotive Systems para a intensificação do negócio de sistemas com a indústria automóvel.

  • Em 1998 tem lugar a compra do campo de negócios Automotive Brake & Chassis da ITT Industries americana. O núcleo é a  Alfred Teves GmbH, Frankfurt, Alemanha.

  • Em 2000 a Continental e a Nisshinbo fundam a empresa comum Continental Teves Corporation, com o fim de explorar os mercados japonês e coreano para sistemas de travões e trens de rodagem.

  • Para se posicionar melhor no mercado americano e no asiático, a Continental adquire em 2001 o especialista internacional de electrónica Temic, o qual dispõe de localizações de produção na América e na Ásia. Em 2001 têm lugar mais duas aquisições. A Continental adquire as quotas maioritárias de duas empresas japonesas, para a produção de componentes de accionamento de travões e travões de disco.

  • Desde 2002 existe uma Joint-Venture 50/50 entre a Continental e a Yokohama afim de intensificar as actividades de pneus com fabricantes de automóveis japoneses.

  • Na Malaysia é fundada em 2003 a empresa comum Continental Sime Tyre. A dedicação da Continental na zona ASEAN (estados do sudeste asiático) e na Austrália é alargada ao campo dos pneus.

  • Em 2004 nasce da união da Phoenix AG e da ContiTech o maior especialista mundial para tecnologias do cauchu e materiais sintéticos.

  • Em 2006 a ContiTech adquire um fabricante dinamarquês de correias de accionamento, com localizações de produção na Dinamarca, China, Coreia e Índia.

  • Com a compra do negócio de electrónica de automóveis da Motorola Inc. americana, a Continental alarga em 2006, entre outras, as suas actividades ao campo da telemática.

  • Em 2007 é reforçada a posição de mercado das divisões dos pneus e da ContiTech na Europa Central e do Leste. A Continental adquire a participação maioritária da Continental Matador s.r.o. eslovaca.

  • Em 2007, com a aquisição da Siemens VDO Automotive AG, tem lugar a maior aquisição até ao presente na história da empresa. A Continental ascende à ‘liga de topo’ dos fornecedores da indústria automóvel a nível mundial. Ao mesmo tempo é fortalecida determinantemente a posição de mercado na Europa, América do Norte e Ásia.

  • Pedra miliária para o crescimento da Continental na China e na Ásia: em 2009 é inaugurada a nova central para a Ásia e um Centro de Investigação e Desenvolvimento em Xangai.

  • Em 2011 a Continental inaugura a primeira fábrica de pneus na China.

  • Em 2011 a Continental lança a primeira pedra  para um novo Centro de Investigação e Desenvolvimento em Singapura.

  • Hoje a Continental encontra-se a nível mundial entre os primeiros cinco, ocupando na Europa o lugar nº 2 dos fornecedores da indústria automóvel.